João Velho trabalha nas áreas de direção, edição, videografismo e efeitos visuais para cinema, TV e vídeo. É autor do livro “Video e Audio Digital no Macintosh (Bookmakers-2002), e professor universitário desde 2002. Atualmente, leciona nos cursos de Cinema da ESPM e da FACHA.

Em cinema, João Velho dirigiu quatro curta-metragens, incluindo o premiado “A Última Canção do Beco” (1985) e os mais recentes, ïCandomblé (2010) e Toca Pra Diabo (2014). Em 2017 finalizou um longa-metragem documentário musical ainda inédito, “A Música do Tempo – Do Império do Sonho ao Sonho do Império”, em que acumulou, como muitas vezes faz em seus trabalhos, a direção e a edição.

Colaborou ao longo dos anos com diversas produtoras e emissoras como freelancer nas áreas em que atua, tais como TV Manchete, TV SBT, TV Globo, entre outros. Depois de 23 anos como diretor de programas na TV Educativa e depois TV Brasil, hoje é responsável pela área de produção audiovisual do Centro de Artes UFF. No momento, trabalha em dois projetos pessoais para cinema e vídeo em parceria com Rico Cavalcanti e a produtora Plural Filmes.